Secretaria de Governo

Notícias

2 de julho de 2015

Prefeitura solicita apoio para funcionamento da UPA a secretário de saúde de São Paulo

O prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro, esteve com o Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, David Uip, em seu gabinete, na segunda-feira, 29. A principal solicitação apresentada pelo prefeito foi a ajuda do governo do Estado no custeio do funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, do município.

 

A Audiência marcada pelo Deputado Estadual Geraldo Cruz, teve como finalidade reunir representantes do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) e o Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, David Uip, para discutirem assuntos relacionados a melhorias da saúde pública de cada município.

 

Durante o encontro, os prefeitos relataram as dificuldades que os munícipes da região oeste da grande São Paulo encontram no atendimento de saúde, na hora de buscar encaminhamento para hospitais de referência do Estado. Segundo os secretários de saúde, pacientes atendidos pelos pronto-atendimentos municipais, que precisam de rápido encaminhamento para atendimento nos hospitais da rede estadual, tiveram que aguardar dentro das unidades municipais devido a demora da liberação de vagas pelo serviço de regulação do Estado.

 

Essa situação perdura até os dias atuais e tem se intensificado gerando as superlotações nos PSs e PAs, o que, além de gerar revolta e indignação da população que necessita do serviço público de saúde (inclusive desencadeando uma série de agressões contra os servidores e corpo médico das unidades municipais), traz desaprovação de ações realizadas pelos prefeitos, que são vistos como culpados pela demora no atendimento do Estado.

 

O prefeito Sergio Ribeiro solicitou ao secretario de saúde que, assim como os estados de Minas Gerais, Pará, Goiás e Rio Grande do Sul já ajudam os municípios com o custeio das UPA's, que São Paulo também faça o mesmo. Com resposta negativa, o Secretário Davi Uip argumentou que “para as UPAs, não há previsão no orçamento do Estado de São Paulo para auxiliar os municípios que decidiram pela construção dessas unidades em seus territórios”, a boa notícia é que passará ser responsabilidade do governo federal e estadual o custeio das despesas para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) do Governo Federal, onde cada órgão arcará com 50%, sendo assim, o município não gastará mais com este serviço.

 

Aproveitando a reunião, o Prefeito Sergio Ribeiro pediu apoio aos presentes para fortalecer o convencimento junto aos Deputados Federais para apoiarem a MP nº 675, que contém emenda sugerida pelo Deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), destinando aumento de contribuição dos Bancos para o financiamento da Atenção Básica da Saúde.  



Ver todas as notícias