Imprensa

16 de dezembro de 2016

Ação da Prefeitura garante que 47 famílias retomem seus imóveis em conjunto habitacional do Vila Helena

Graças a reintegração de posse administrada pela Prefeitura de Carapicuíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Projetos Especiais, Convênios e Habitação, em conjunto com a Caixa Econômica Federal, e com apoio da Justiça e da Polícia Militar, as famílias tomaram posse de seus apartamentos ocupados irregularmente.

 
As 47 famílias que tiveram os apartamentos que adquiriram junto ao programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida, situados no conjunto residencial na Vila Helena, em Carapicuíba, ocupados irregularmente por invasores, já estão de posse de seus imóveis. Elas conseguiram reaver seus bens, graças a reintegração de posse realizada ontem em uma ação conjunta da Prefeitura de Carapicuíba por intermédio de sua Secretaria de Projetos Especiais, Convênios e Habitação, Caixa Econômica Federal (CEF), e Polícia Militar. 
 
A reintegração foi autorizada pela juíza Adriana Freisleben de Zanetti, da 2ª Vara Federal de Osasco, a partir de Ação Judicial movida pela Caixa Econômica Federal, banco que financia o programa habitacional. A juíza expediu edital de desocupação 'forçada' das residências ocupadas. O documento autorizou a execução de reintegração de posse dos apartamentos na data de ontem.
 
Cento e cinquenta policiais da PM, além de oficiais de Justiça, a equipe da Sempech e representantes da Caixa estiveram envolvidos na operação. O procedimento, iniciado logo na primeira hora da manhã, ocorreu de forma pacífica, com os invasores concordando em deixar os imóveis que estavam ocupando de forma irregular. Os proprietários dos apartamentos foram convocados a estar presentes. No mesmo dia foi montado um esquema que envolveu a Sempech e a Caixa, para efetuar a assinatura dos contratos e entrega das chaves a eles. Também logo em seguida à desocupação dos apartamentos, funcionários das Sempech e da Caixa, vistoriaram os locais acompanhados dos proprietários. Muitos haviam sido danificados e apresentavam janelas e portas quebradas, vazamentos, batente da porta de entra quebrada, entre outras problemas que começaram a ser resolvidos pela Caixa no mesmo dia. A CEF se comprometeu a fazer os reparos e deixar os apartamentos em ordem. A Sempech acompanhou as vistorias para garantir que as pessoas recebam seus apartamentos inteiros e sem danos.
 
O conjunto habitacional Minha Casa, Minha Vida da Vila Helena é formado por três residenciais, dois deles com 300 apartamentos cada, e um terceiro com 280 residências. A maior parte das invasões tinha ocorrido no de nome Azaléias, onde exista mais de 30 invasões.  
 
Sem poderem ocupar os imóveis com os quais foram contempladas após inscritas no programa os donos dos apartamentos vinham enfrentando muitas dificuldades de moradia. Muitos moravam de favor na casa de amigos ou parentes ou estavam expostos a locais de risco, sem segurança, infraestrutura e higiene. É o caso de dona Iraci de Matos Teixeira, de 58 anos (foto). Sozinha, ela morava em uma área livre situada no Jardim Ana Estela, em dois cômodos erguidos com blocos doados pelos vizinhos. "Minha situação estava difícil. Tinha esgoto passando numa tubulação atrás da casa que eu estava", ela conta. Iraci relata que por três vezes perdeu tudo o que tinha em ocasiões de fortes chuvas que atingiram sua moradia. "Móveis, roupas, comida, tive de começar do zero", lamenta. Com um sorriso estampado em no rosto ao receber de uma das atendentes da Caixa, as chaves de seu apartamento no conjunto da Vila Helena, ela afirma: "Esse foi o presente de Natal que Jesus me deu". 
 
Também residindo em uma casa humilde, essa localizada no Jardim Veloso em Carapicuíba, Laurinda Nascimento Souza, de 52 anos, conta que sua ansiedade pela posse do apartamento era muito grande. "Até mesmo em telhado já dormi com meus filhos e netos. A casa própria é o sonho de todo mundo e essa será a primeira residência digna que terei desde quando saí da Bahia e vim para esta cidade", garante ela. Claudia Regina da Silva estava morando de favor na casa da mãe de criação. O apartamento para onde já se mudaria logo no dia seguinte ao da reintegração de posse, será um presente para a filha adolescente. "Ela faz aniversário e a chave de nosso imóvel será o presente dela e meu sonho que finalmente foi realizado", comenta.
 
Vale ressaltar que esse empreendimento e outros existentes na cidade foram uma conquista da Prefeitura de Carapicuíba, para garantir a milhares de famílias, moradia digna. O prefeito Sergio Ribeiro comenta que "o sorriso no rosto dessas pessoas dá à Prefeitura e a todos os agentes que lutaram ao lado dessas famílias por essa conquista, a sensação de dever cumprido e de justiça, que foi feita".


Ver todas as notícias